Blog

Post

Ficar deprimido sem razão é possível?

Ficar deprimido sem razão é possível?

Muitas pessoas pensam que a depressão é uma fraqueza de caráter e que pode ser superada pela força de vontade.

A perplexidade aumenta ainda mais quando a pessoa é perguntada por que está deprimida e não consegue identificar um motivo.

Na verdade, as pessoas que sofrem de depressão muitas vezes ficam deprimidas sem alguma razão específica, pelo menos aparentemente.

Depressão sem motivos

Quando alguém afirma que está deprimido sem motivo, é porque não é capaz de detectar um evento em sua vida que tenha causado tal situação.

E esse é um momento muito confuso, tanto para a pessoa que sofre quanto para seus parentes ou pessoas próximas que não entendem a causa da depressão.

Em todos os transtornos e doenças, compreender sua origem nos ajuda a dar sentido ao que nos acontece.

Identificar e compreender a causa da depressão nos dá um maior senso de controle, pois tudo tem uma certa lógica.

Não saber por que os sintomas depressivos apareceram gera um sentimento profundo de desamparo, o que nos faz acreditar que estamos à mercê das circunstâncias e que não podemos fazer muito para combater a o problema e livrar-nos dos sintomas.

Diferença de tristeza e depressão

Um dos principais erros que cometemos é não saber as diferenças entre tristeza e depressão.

A tristeza é uma emoção que surge como uma resposta a alguma circunstância ou pensamento, enquanto a depressão é um distúrbio que envolve sentir-se triste, mas também é acompanhado por outros sintomas que geram grande desconforto e incapacidade para realizar as tarefas da vida diária. 

Tipos de depressão

Podemos dizer que há referência a dois tipos de depressão: depressão endógena e depressão exógena.

A principal diferença reside precisamente nas causas do distúrbio.

A depressão endógena é causada por fatores internos, de um desequilíbrio neuro químico a padrões de pensamentos recorrentes negativos.

Na depressão exógena, também conhecida como depressão reativa, um gatilho pode ser encontrado na vida da pessoa, a partir de fatores externos como a perda de um emprego, o fim de um relacionamento ou a perda de alguém próximo.

Mas esta distinção não é muito útil para compreender as causas da depressão, pois de qualquer maneira, no desenvolvimento e consolidação deste distúrbio sempre vêm fatores internos e externos juntos.

A depressão é um transtorno multicausal, o que significa que tanto as características de personalidade, bioquímica do cérebro e influência de eventos estressantes podem gerar o problema.

Embora algumas pessoas pensem que estão deprimidas sem razão, na realidade o que acontece é que elas não conhecem as causas e não conseguem identificar o evento estressor.

Quando uma pessoa pensa que ela está deprimida sem motivo, realmente o que ela quer dizer é que não conseguiu encontrar a situação ou evento que desencadeou o problema.

O gatilho, ou fator precipitante, como também é conhecido no campo da psicologia, é simplesmente a gota d’água.

Mas para que esse gatilho cause uma depressão, é necessário que a pessoa já tenha fatores predispostos.

Eles são aqueles que estão na base e nos tornam mais vulneráveis ​​à depressão, como um histórico familiar de depressão nos casos em que nos referimos ao distúrbio a partir de uma predisposição biológica.

No entanto, também pode ser a tendência de pessimismo ou mesmo de exposição durante os primeiros anos de vida a uma série de eventos adversos.

O problema é que quando há esses fatores predisponentes, o evento que desencadeia a depressão pode ser quase nada, tanto que a pessoa nem percebe.

Na prática, o fato gerador é a pequena faísca que ativa o “curto” em um cérebro que não está funcionando como deveria.

Em outros casos, como a disritmia,  também pode ser difícil para a pessoa  detectar o agente que desencadeou a crise. Geralmente isso se dá porque a própria pessoa estabeleceu um padrão de resposta depressiva que pode ser facilmente ativado com qualquer evento para qual é exposto.

Então, é possível ficarmos deprimidos sem razão?

Não é que não haja uma razão, talvez existam muitas, o acúmulo de fatores pode criar um quadro depressivo. O que pode ou não ser desenvolvido por um evento específico, ou no ambiente no qual vivemos.

Se você se sente deprimido, procure ajuda profissional. 

Clínica de Psicologia Nodari
Especializada em Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC)
Atendimentos Particulares em Psicoterapia e Avaliação Neuropsicológica

Está localizada na Vila Mariana, São Paulo/SP
11 99725-4565

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clínica de Psicologia Nodari

Nosso blog tem como objetivo trazer textos dicas, ferramentas, informações, enfim, conteúdos que acreditamos que possam ajudar as pessoas a melhorar o seu bem-estar e qualidade de vida. Além de refletir a importância da psicoeducação no processo terapêutico.

Oferecemos atendimentos psicológicos em:

  • Psicoterapia - Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) e
  • Avaliações Neuropsicológicas.
  • Outros Posts

    Tripofobia: o “medo de buracos”

    O que é tripofobia? Quais suas causas? Sintomas? Gatilhos? Há um teste para detectar a fobia? Descubra, neste texto, tudo sobre o curioso “medo de buracos”.

    plugins premium WordPress