Blog

Post

6 livros para te ajudar a racionalizar nos momentos de ansiedade

Lista de livros indicados para lidar com momentos de ansiedade.

Descubra como pensar racionalmente em momentos nos quais os sentimentos, predominantemente, controlam tudo: nas situações de ansiedade!


Nos acostumamos a ouvir que o que distingue os seres humanos de outras espécies é a nossa capacidade de raciocinar logicamente. Apesar disso, somos também a espécie mais sensível às emoções. Sendo assim, como podemos ser os seres mais racionais e mais sentimentais, ao mesmo tempo?

Você sabia que a ansiedade não afeta somente nossa saúde emocional, trazendo medo, aflição, nervosismo, impaciência e angústia? Ela também impacta nossa saúde física, provocando dores de cabeça e musculares, náuseas, tontura, insônia e diversos outros problemas.

Termos um friozinho na barriga ao nos sentirmos ansiosos antes de um passeio, por exemplo, é normal e saudável. O problema está quando a ansiedade passa a nos impedir de realizarmos nossas tarefas, nos causa preocupações constantes e exageradas, prejudica nosso foco e nos impede de desfrutar dos bons momentos.

Você já agiu de forma ruim, instantânea e impensada em um momento de ansiedade? Já desistiu de defender sua opinião por sentir aflição com debates? Ou fez alguma coisa com a qual não se sentia confortável, apenas para que “acabasse logo”? 

Não se preocupe! Você não foi a primeira e nem será a última vítima das escolhas irracionais que invadem nossa mente quanto a ansiedade está presente.

Quando estamos ansiosos, nossas emoções ficam mais destacadas, ampliadas e sensíveis. Por isso, contrabalancear sentimentos e razão é muito difícil. É por esse motivo, por exemplo, que tomamos decisões e agimos de maneira incoerente com nossos desejos e princípios durante momentos de ansiedade. 

Com base nisso, listamos neste artigo 6 livros com dicas essenciais para lhe auxiliar na racionalização durante esses momentos, oferecendo oportunidades para aprimoramento em questões profissionais, pessoais, comportamentais, financeiras etc.

Pronto? Então respire fundo, e vamos lá!

1. A Arte de Pensar Claramente – Rolf Dobelli

Apesar de nosso cérebro ser capaz de elaborar e desenvolver pensamentos geniais, ele age, majoritariamente, de maneira automática e irracional. A obra A Arte de Pensar Claramente, do filósofo Rolf Dobelli, trata da distinção que nos caracteriza como indivíduos únicos, e sobre o equilíbrio entre razão e emoção.

Dobelli esclarece, embasado em estudos e análises de economia comportamental, psicologia e neurociência, como os pensamentos irracionais, mesmo que inconscientes, podem influenciar nossas ações em todos os aspectos de nossas vidas. Destaca, então, que o primeiro passo para evitá-los é conhecer seus padrões.

Em sua obra, o autor lista vários modelos e estruturas de pensamentos, como, por exemplo:

  • Efeito Contraste: nosso cérebro realiza conclusões deturpadas da realidade com base em referências injustas ou fora do padrão. É quando você se sente ansioso por não possuir uma oratória tão boa quanto alguém que trabalha com isso, por exemplo.
  • Viés da Disponibilidade: julgamentos feitos a partir de informações parciais ou daquelas que estão mais reforçadas em nossa mente. Como, por exemplo, acreditar que você não sabe lidar com sentimentos apenas por que passou por um momento de desequilíbrio emocional.
  • Falácia do Jogador: influencia a nossa mente a buscar padrões futuros com base nos resultados passados. Faz com que você se sinta ansioso sempre que precisar passar por uma situação semelhante a uma que lhe causou angústia anteriormente, por exemplo.

Sendo assim, Dobelli sugere o estudo sobre os padrões de pensamento presentes na obra, e as armadilhas as quais estão atrelados. Dessa maneira, é possível que, em momentos de ansiedade, nos quais racionalizar é ainda mais difícil, saibamos como responder a eles.

Capa do livro "A Arte de Pensar Claramente"

2. Ansiedade: Como enfrentar o mal do século – Augusto Cury

Na Era da Informação, precisamos nos adaptar à velocidade e à agitação de como as coisas acontecem. A urgência por respostas, a infinidade de dados e a crescente modernidade nos estímulos da comunicação fez com que os seres humanos desenvolvessem dificuldades para lidar com seus problemas e pensamentos. 

Com base nisso, a obra Ansiedade: Como enfrentar o mal do século”, escrita pelo psiquiatra, psicoterapeuta e autor best-seller, Augusto Cury, afirma que, apesar de que pensar com lucidez seja muito bom, pensar demais pode ser um grande perigo contra nossa saúde mental, além de influenciar nossa qualidade de vida.

Portanto, Cury afirma que a maneira mais eficaz de reduzir a ansiedade é, consequentemente, reduzir o fluxo dos nossos pensamentos, para que, então, evitemos a Síndrome do Pensamento Acelerado (SPA). A SPA é capaz de nos tornar inquietos, reduzir nosso foco, produtividade e até mesmo nossa felicidade.

Certo, mas como gerenciar pensamentos? A princípio, devemos nos concentrar em fazer uma “limpeza” na nossa mente, desapegando de crenças ruins. Em seguida, passamos a filtrar o que nos é importante e o que “merece” preocupação. Por fim, trabalhamos o autoconhecimento para que não sejamos escravos de nossa mente.

Capa do livro "Ansiedade: Como enfrentar o mal do século"

3. Previsivelmente lrracional – Dan Ariely

Você sabia que apesar de agirmos de maneira imprevisível em momentos de ansiedade, essa aleatoriedade possui certos padrões? Parece paradoxo, não é mesmo? No livroPrevisivelmente lrracional, o economista comportamental Dan Ariely explica como identificar e lidar com esses momentos.

Dan afirma que, por mais que tentemos, muitas decisões tomadas em momentos angustiantes são impensadas, irracionais e não tão inteligentes quanto gostaríamos. Adicionado ao fato de que existem fatores dos quais não temos controle, isso pode ser a receita para o caos, não é mesmo? Não se você conhecer seus gatilhos!

O autor afirma que é importante desenvolvermos nossa capacidade de introspecção, para conhecermos nossos gatilhos positivos (aqueles que nos estimulam a agir) para que possamos reforçá-los, e os negativos (aqueles que nos remetem a sentimentos ruins), para que possamos evitá-los. 

Portanto, podemos:

  • Evitar procrastinação buscando gatilhos de prazos, organização e recompensa.
  • Nos afastar de pessoas, situações e lugares que despertam gatilhos ruins.
  • Evitar nos desgastar com indecisões, como quando buscamos ainda mais opções, enquanto já temos uma quantidade suficiente.
  • Praticar autocontrole emocional para enfrentar momentos dos quais não podemos e não devemos fugir.
Capa do livro 'Previsivelmente Irracional"

4. O Poder do Agora – Eckhart Tolle

Você já passou por um momento em que tudo estava dando certo, até que se sentiu ansioso a ponto de pensar que estragou tudo? Muitas vezes, o fracasso acontece por causa do medo de fracassar. Controverso, não é mesmo? Mas é muito comum que nos preocupemos a ponto de esquecermos o que é essencial.

Em O Poder do Agora, de Eckhart Tolle, especialista em autoconhecimento e transformação espiritual, descobrimos que nossas falhas são, frequentemente, causadas por nossa dificuldade em focar no momento presente, o que nos leva aperder oportunidades, fazendo com que não aproveitemos o “agora”.

Passamos muito tempo remoendo os erros do passado, ou ansiosos com nossas ações futuras, que esquecemos de conectar esses tempos ao presente. Você reflete sobre o que aprendeu com o passado? Ou está tomando atitudes agora, para alcançar o futuro que deseja?

Tolle destaca que ouvir os pensamentos (e refletir consigo mesmo!) é a melhor maneira de alcançar a plenitude e, consequentemente, reduzir a ansiedade. Também sugere que desapeguemos do passado, nos libertando do ego enraizado nos nossos erros; e do conceito de tempo, visto que tudo é passageiro.

image 1

5. Factfulness – Hans Rosling, Ola Rosling e Anna Rosling Rönnlund

Uma das grandes armadilhas da ansiedade é desenvolver o medo em momentos em que, na realidade, não deveríamos nos preocupar tanto. Em situações como essa, é difícil racionalizar sobre o que realmente nos oferece perigo e o que é estresse desnecessário, o que acaba por desgastar muito nosso corpo e mente. 

O livro Factfulness, dos autores Hans Rosling, Ola Rosling e Anna Rosling Rönnlund, nos esclarece como e por quais motivos a maioria das pessoas possui uma percepção rudimentar e exagerada sobre o funcionamento do mundo de maneira geral, e como analisar os fatos nos afasta da ignorância sobre muita coisa.

Os autores também mencionam a maneira com que o cérebro filtra e reage a diferentes estímulos, oferecendo mais atenção àquilo que nos causa mais impacto (mesmo que isso não nos seja benéfico). É por isso, por exemplo, que quanto mais você se concentra em não estar ansioso, mais ansioso você fica!

Com base nisso, descobrimos que o desenvolvimento de pensamentos críticos, ao invés do instinto, é nosso maior aliado, bem como a mudança de perspectiva sobre os fatos e situações. Assim, percebemos que as coisas não são tão graves ou difíceis quanto parecem, substituindo o pânico pela tomada de decisões racionais.

3D7FC330 13DB 4257 B2DD 0CF52C7A1446

6. A Coragem de Ser Imperfeito – Brené Brown

A desmotivação, vergonha e a busca pelo perfeccionismo são, muitas vezes, características que estão atreladas à ansiedade. Isso acontece porque a maioria das pessoas tem medo de errar ou demonstrar suas imperfeições, visto que, assim, demonstram sua vulnerabilidade.

A autora Brené Brown, escritora de best-sellers sobre gestão e liderança, trata em seu livro, A Coragem de Ser Imperfeito, sobre como a busca pelo perfeccionismo nos traz sentimentos de insuficiência, refletindo em nossas relações pessoais e profissionais. Também ensina como lidar com isso de maneira cuidadosa.

O medo de demonstrar vulnerabilidade faz com que as pessoas se sintam paralisadas, deixando de mostrar seus talentos, expor suas opiniões e aproveitar oportunidades de sucesso. Isso se justifica pela preconcepção enraizada de que vulnerabilidade é sinônimo de fraqueza.

Portanto, Brené sugere que lutemos para destruir esses pensamentos limitantes, visto que estar disposto a mostrar suas imperfeições é um ato de coragem. Sendo assim, a ansiedade é eliminada quando reconhecemos nosso valor e criamos coragem para expor nossos medos, incertezas e fraquezas.

1919F430 2B5A 4CA5 8D60 EB92AB7009DC

Respire fundo!

Sabemos que ouvir para ficarmos calmos nos momentos de ansiedade pode apenas nos deixar mais ansiosos, e que, muito provavelmente, a maioria dos leitores pensou consigo mesmo um “é fácil falar” enquanto lia as dicas deste artigo.

Se este for o caso, viemos lhe dizer que muitas mudanças parecem inexistentes apenas por acontecerem de maneira mais lenta e gradual. Lembre-se que um maratonista começa no primeiro passo! Portanto, não seja cético quanto aos ensinamentos aqui mencionados, apenas comece aos poucos.

É muito complicado ponderar e definir sobre o que é mais importante para o momento atual, quando estamos sendo bombardeados freneticamente com pensamentos, o que nos tira a concentração e sobrecarrega nossos sistemas humanos.

Portanto, lembre-se de que a base para o controle da ansiedade não é parar de pensar, e sim aprender a filtrar pensamentos, analisá-los criticamente, buscar um equilíbrio entre razão e emoção e controlar os instintos de medo, que são apenas uma projeção da nossa imaginação para com um futuro incerto.

A ansiedade, assim, é eliminada através da racionalização progressiva de nossos pensamentos, o que elimina o senso de urgência e proporciona clareza sobre os fatos e situações enfrentados. 

Para isso, é essencial ter paciência e ser consigo mesmo, para compreender onde você está agora, como se sente sobre isso, e do que precisa para chegar onde deseja.


Este post foi produzido pela equipe do PocketBook4You, uma plataforma que oferece centenas de resumos de livros dos maiores autores e best-sellers da atualidade, e tem como principal missão levar conhecimento diversificado que se encaixa no dia a dia de cada um dos seus usuários, ao redor do Brasil e do mundo!


Leia também:

  • Foco e concentração: como desenvolver tais habilidades? Confira 51 insights que vão te despertar para novas práticas no dia a dia.
  • Como controlar a raiva: listamos estratégias e truques práticos que vão te ajudar a manter a calma em momentos de estresse.
  • Como lidar com pensamentos obsessivos?  Você tem pensamentos repetitivos, que te deixam incomodado? Saiba quando eles se tornam um risco ao seu bem-estar e descubra técnicas para se livrar de pensamentos obsessivos angustiantes.
  • Ansiedade infantil: confira uma história, que você pode contar para seu filho, para ajudá-lo a enfrentar os momentos de ansiedade.

Crédito da imagem de capa:
pch.vector – br.freepik.com

Clínica de Psicologia Nodari
Especializada em Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC)
Atendimentos Particulares em Psicoterapia e Avaliação Neuropsicológica

Está localizada na Vila Mariana, São Paulo/SP
11 99725-4565

Comentários

Resposta de 0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clínica de Psicologia Nodari

Nosso blog tem como objetivo trazer textos dicas, ferramentas, informações, enfim, conteúdos que acreditamos que possam ajudar as pessoas a melhorar o seu bem-estar e qualidade de vida. Além de refletir a importância da psicoeducação no processo terapêutico.

Oferecemos atendimentos psicológicos em:

  • Psicoterapia - Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) e
  • Avaliações Neuropsicológicas.
  • Outros Posts

    11 benefícios do Reiki

    O Reiki é uma forma de terapia que pertence à linha das chamadas terapias complementares, naturais ou alternativas, onde o objetivo principal é a cura física, emocional, mental e espiritual, assim como a restauração da harmonia do nosso estado natural de equilíbrio que produz bem-estar e felicidade.

    Dependência Emocional

    Há uma série de sintomas que homens e mulheres podem identificar como primeiros sinais de dependência emocional. Conheça alguns deles neste texto.

    plugins premium WordPress