como ajudar alguem com anorexia

Anorexia: como ajudar alguém que sofre com o transtorno?

Existe um jeito certo abordar a anorexia? Que perguntas fazer, quais palavras evitar, que conselhos dar? Veja o que psicólogos recomendam.


Falar sobre anorexia não é fácil.

Tanto para quem sofre com o transtorno quanto para quem sabe (ou desconfia) que uma pessoa querida está passando pelo problema.

Existe um jeito certo de falar sobre o assunto?

Que perguntas fazer, quais palavras evitar, que conselhos dar?

Antes de tentar qualquer conversa, saiba duas coisas:

  1. A pessoa com anorexia se vê de um modo diferente daquele que você a enxerga.
  2. Os motivos que levam uma pessoa a desenvolver um transtorno alimentar não são simples de resolver. Podem estar associados com traumas emocionais ou fatores genéticos, por exemplo. Logo, se você não é médico nem terapeuta, não tire conclusões — nem tente lidar com a situação sozinho.

Seu próximo passo é buscar informações confiáveis sobre a anorexia.

Não pense que o que você aprendeu com aquele personagem de novela te dá conhecimento suficiente.

Obras de ficção podem ser ótimas para despertar nosso olhar para problemas de saúde mental.

Mas elas não têm o compromisso de trazer toda a realidade.

Até porque esse objetivo seria impossível, já que cada história de anorexia é única.

O ideal é que você procure sites e blogs sobre saúde, produzidos por profissionais, para ter um entendimento livre de mitos e preconceitos sobre a doença.

Aqui, no blog da Clínica de Psicologia Nodari, publicamos um artigo que pode te ajudar. O título, “Anorexia e Bulimia: entenda quais são as causas, sintomas e complicações desses transtornos alimentares”, indica as informações que você irá encontrar.

É normal que você tenha dúvidas e precise de mais informações.

Nesse caso, você pode escrever todas as suas perguntas no campo dos comentários, no final do texto.

Suas questões serão respondidas pelos psicólogos da Clínica Nodari.

Outra coisa que você deve observar é a escolha do momento certo para ter a conversa.

como ajudar uma pessoa com anorexia
É preciso encontrar a hora e o local certo para falar sobre um assunto tão complexo.

Privacidade é extremamente importante.

Ninguém se sente à vontade para falar de seus problemas mais íntimos quando outras pessoas podem ouvir.

Então, quando for manifestar suas preocupações, faça isso quando estiverem a sós. Num lugar livre de interrupções.

Desligue seu celular. Dê atenção exclusiva.

E jamais puxe o assunto no meio de uma discussão.

Isso deixará a pessoa na defensiva. E você, provavelmente, falará coisas das quais vai se arrepender em seguida.

Esteja preparado para negativas.

A pessoa com anorexia pode afirmar, com muita convicção, que você está errado.

Muitas vezes, por vergonha de admitir o transtorno.

Também é comum que aqueles que sofrem com distúrbios alimentares não vejam seu comportamento como algo perigoso.

Afinal, não é porque você tem um problema que está imediatamente ciente de todos os riscos que ele envolve.

Lembre que você e a outra pessoa percebem a situação de um modo diferente.

Para ela, a anorexia pode ser aceitável porque se tornou uma “resposta” a um incômodo que sente em relação ao próprio corpo.

Esse incômodo é um pensamento obsessivo, que ela vê como verdade.

Por isso, enquanto não encontrar outras formas de lidar com o pensamento obsessivo, será difícil ver a anorexia como um erro.

Mas não fuja do assunto.

Seja honesto e direto sobre o que está te preocupando.

Mostre que você se importa e seu objetivo é querer vê-la bem, com saúde.

Evite qualquer insinuação que pareça uma acusação ou julgamento.

Prefira manter uma atitude de apoio, dizendo que você estará disponível quando a pessoa se sentir preparada para falar sobre sua condição.

E quando a conversa sobre anorexia, enfim, acontecer?

Agradeça e seja digno da confiança que está sendo depositada sobre você.

Entenda que seu papel é ser um bom ouvinte, permitindo que a pessoa se sinta livre para dizer como se sente e quais dificuldades está enfrentando.

Nada de fazer críticas ou dar sermões!

Se não souber o que dizer, admita isso.

O importante não é o que você tem a falar e sim a sua capacidade de ouvir com empatia.

Pergunte como você pode ajudar.

como ajudar alguem com transtorno alimentar
Buscar a ajuda profissional especializada sempre é a melhor escolha.

Uma vez que a pessoa se abriu com você, ela está se propondo a enfrentar a anorexia.

Talvez ela já tenha feito várias tentativas para sair da situação sozinha.

Então, não imagine que conselhos banais serão “transformadores”.

Admita que você entende a complexidade da situação. E, por isso mesmo, percebe que a busca de bons profissionais é o caminho correto.

Ofereça companhia na busca de tratamento.

Coloque-se disponível para ajudar na pesquisa de um psicólogo.

É importante que a pessoa encontre um profissional com o qual se sinta confortável para compartilhar sua experiência com a anorexia. E isso pode não acontecer na primeira tentativa.

Também se ofereça para acompanhá-la na primeira consulta.

Apoie o tratamento, sabendo que as soluções não são imediatas e, mesmo que muito comprometida com a mudança, a pessoa pode ter recaídas.

Se você precisar de orientações para saber como agir no processo de recuperação, será útil que você também converse com um psicólogo.

Essa sugestão é especialmente válida quando a pessoa com anorexia é alguém de quem você é muito próximo.

Terapia familiar e participação em grupos de apoio são outros recursos que você pode explorar.

Clinica de Psicologia Nodari

Clínica de Psicologia Especializada em Terapia Cognitivo Comportamental.

Está localizada na Vila Mariana/SP

46Comentários

  • Thacianny
    12/10/2021

    Pergunta: Minha melhor amiga tem aronexia, só que ela não me disse isso, quem disse foi a mãe dela… Eu queria muito ter uma conversa com ela para tentar fazer com que ela coma e se alimente normalmente (pois sempre que ela come, ela vomita para não “engordar”) e eu queria muito saber como ter essa conversa com ela.

    Reply
    • Clínica de Psicologia Nodari
      15/10/2021

      Muito legal da sua parte se preocupar! O melhor que pode fazer é falar com ela sobre a sua preocupação e recomendar que ela procure ajuda profissional. O tratamento da anorexia é um processo que requer profissionais especializados como psicólogo, psiquiatra, nutricionista e nutrólogo. Dificilmente teria algo que você pudesse fazer além disso.

      Reply
      • Lenuz
        29/11/2021

        Eu não tenho certeza se tenho transtorno alimentar, mas eu tenho 1,62 e peso entre 59 e 60 quilos, eu costumava induzir o vomito para não engordar e eu tomo muito laxante. As pessoas me dizem que eu sou magra mas tenho curvas, eu sinceramente não vejo isso, e toda vez que eu falo sobre isso me sinto exposta e envergonhada. Eu não acho que tenho anorexia, porque eu sou sedentária, há um tempo atrás, eu era obcecada em me pesar pra não sair dos 58. Entre outras coisas, eu acho que deveria procurar um psicólogo msmkkk

        Reply
        • Clínica de Psicologia Nodari
          02/12/2021

          Procura um psicólogo sim. Faz tão bem… Principalmente porque nos ajuda a sermos mais gentis com nossas exigências e aceitarmos nossas curvas.
          A busca pela perfeição é um caminho sem fim. É impossível alcançá-la. A terapia irá ajudar a aceitar as suas imperfeições, que são tantas quantas de qualquer outra pessoa.

          Reply
          • Lenuz
            03/12/2021

            Por favor procure sim ajuda de profissionais, porque a minha neta com 15 anos começou assim ,exatamente como vc descreve e nao sabíamos que ela fazia isso, no mes passado ela teve que ser internada ja quase sem potássio no sangue e ja com o coração fraco,(em risco). Agora ela esta cmg e esta se recuperando aos poucos. cuide-se.

    • Francisca Lúcia Dantas
      09/04/2022

      Minha filha Tá com anoxia nervosa, e quer fazer camianda, mais ela tá amiguinha demais, disse q se eu não deixar ela caminha ela não vai comer ,a única coisa q ela come biscoito água e sal e água, o q eu faço ela já tá sendo acompanhada por um pisquiatra, uma nutricionista e uma piscologo o q eu faço não mais o q fazer ela tem 1,54 tá pesando 34,9 kg

      Reply
      • Clínica de Psicologia Nodari
        22/04/2022

        O melhor é que você também considere fazer terapia, para conseguir lidar com a angústia de ver uma filha assim. O tratamento pode demorar um tempo mesmo. Enquanto isso, não deixe de se cuidar — quem sabe até é um incentivo para ela.

        Reply
  • Larissa
    21/10/2021

    minha amg me contou recentemente que tem transtorno alimentar, a nossa conversa foi bem curta, ela disse que estava sem comer a 3 dias, eu não sabia oq dizer, mas disse para ela procurar um nutricionista caso ela realmente queria mudar o corpo dela, só que de forma saudável, e um assunto novo para mim, e eu não sei como ajudar ela, disse para ela tentar comer, ela ficou agradecida com tudo que eu disse mas disse que se ela comesse ia vomitar, eu não sei como voltar a falar sobre esse assunto, eu sou a primeira a saber disso e quero transmitir confiança para ela, queria saber, como posso ajudar melhor ela nesse assunto

    Reply
    • Clínica de Psicologia Nodari
      25/10/2021

      Muito legal da sua parte querer ajudar. Esses são os momentos que mais precisamos das pessoas de quem gostamos. Mas, infelizmente, não tem muito o que você possa fazer além de demonstrar o seu apoio. A melhor ajuda que você pode dar é sugerir que ela procure profissionais competentes, porque é um peso bem grande para você carregar sozinha. Tente conversar com ela sobre isso de forma aberta. Não precisa rodear. Quanto mais assertiva você for, melhor será a comunicação entre vocês.

      Reply
      • Isabelly Silva
        22/01/2022

        minha melhor amiga tem anorexia desde quando ela era muito pequena, eu fico muito triste por conta disso! e eu tento ajudar ela sabe? é muito difícil, mais eu sempre estou lá para ela sabe? ela já falou que não estava bem para mim, eu queria muito uma ajuda do que eu posso fazer para tentar ajudá-la. por favor, me ajudem!!!!!!!!

        Reply
        • Clínica de Psicologia Nodari
          24/01/2022

          O melhor que você poderia fazer, já está fazendo: oferecendo apoio e acolhimento.
          Além disso, ela precisa da ajuda de profissionais especialistas na área.
          É muito difícil tratar de outra forma.

          Reply
  • Francielle Carolina
    23/10/2021

    Boa tarde!
    Minha irmã foi diagnosticada pelo psiquiatra com anorexia, ela não quer se alimentar , olha no espelho e diz que está gorda.
    Minha irmã está com anemia profunda, tireóide descompensada e TD mais. Mesmo nessa situação ela se recusa alimentar, tenho medo do pior acontecer…como devo agir ? Temos que obrigar ela comer? Qual a maneira correta de tentar convencer um anorexo se alimentar?
    Desde já agradeço sua ajuda!

    Reply
    • Psicologia Nodari
      25/10/2021

      O melhor jeito de ajudá-la a se alimentar é demonstrar apoio e aconselhá-la a procurar ajuda profissional. Infelizmente, nosso recurso, enquanto familiar, é muito escasso — e muitas vezes acaba gerando um sentimento de incapacidade ou impotência em quem tenta ajudar. Não é um fardo que se possa carregar sozinha. Tente conversar sobre isso com ela, talvez ajude.

      Reply
  • Renata
    01/11/2021

    E se a pessoa em questão não admita que tem anorexia? E se for uma adolescente teimosa que diz que sabe que está agindo errado mas, não vai mudar? Como agir? E se precisar de medicação e não quiser tomar?

    Reply
    • Clínica de Psicologia Nodari
      04/11/2021

      Infelizmente não tem nada que se possa fazer, é um processo que depende que a pessoa queira se tratar.
      Recomende que ela faça terapia, que busque ajuda profissional para, pelo menos, ajudar a lidar com a dor emocional.

      Reply
  • Fabiana
    07/11/2021

    Olá!
    Suspeito que minha namorada tenha anorexia ou outro transtorno alimentar. Nunca conversamos muito sobre isso, pois desde o início do nosso relacionamento ela deixou bem claro que é um assunto difícil pra ela. Portanto, eu respeitei seu espaço.
    Mas ultimamente ela tem feito comentários relacionados ao seu peso e imagem que me deixam muito preocupada. Não sei se ela reconhece a importância de procurar um profissional adequado pra tratar estas questões, mas eu gostaria muito de ajudá-la com isso.
    Como posso iniciar uma conversa?
    Desde já, obrigada!

    Reply
    • Clínica de Psicologia Nodari
      16/11/2021

      Olá, Fabiana!
      Ter pessoas como você, que se preocupam com ela, já tem muito valor no processo.
      Não existe uma melhor forma de iniciar a conversa, mas não falar o que se percebe não é uma boa forma de lidar.
      Seja transparente, fale da sua preocupação e do porque você acha que ela precisa de ajuda. O restante é com ela e com os profissionais a quem ela recorrer.
      Mas não se esqueça que, mesmo que pareça pequena, a ajuda tem uma importância enorme.

      Reply
  • Vladimir Acrani
    15/11/2021

    Minha namorada me confessou que sofre de transtorno alimentar desenvolveu com traumas do passado e hj não sei o que fazer para ajudá-la sofre de dor de garganta e estômago direto fico sem saber o que fazer ela tem vontade de comer mais quando consegue joga tudo pra fora peço orientações pois sua família mora longe e só tem eu pra fazer algo. Obrigado

    Reply
    • Clínica de Psicologia Nodari
      27/11/2021

      Mesmo a família morando longe, é importante dividir esse suporte com eles também.
      É uma situação bem delicada para lidar sozinho, principalmente porque os seus recursos enquanto namorado são bem limitados.
      Recomendo que incentive ela a buscar ajuda profissional, de psicólogo, psiquiatra e/ou nutrólogo. Essa é a melhor ajuda que você pode dar a ela.

      Reply
  • Isabella
    16/11/2021

    Oi, tenho anorexia a algum tempo, agora estou fazendo terapia para tentar melhorar, mas meus pais não sabem, e ultimamente eles estão percebendo que algo está errado. Por conta de alguns acontecimentos, terei que contar para eles, como posso fazer isso?

    Reply
    • Clínica de Psicologia Nodari
      27/11/2021

      Não tem um jeito certo de dizer. É importante você ser clara e dizer abertamente “tenho anorexia” — porque, às vezes, tentamos falar usando outras palavras e dificulta a compreensão.
      A parte boa é que você vai poder buscar ajuda com eles depois de contar.
      Se eles tiverem dificuldade de entender, você pode marcar uma conversa entre eles e seu terapeuta.

      Reply
      • Suely
        03/03/2022

        Eu tô com problema com minha filha de 14 anos ela está sem querer se alimentar eu levei a uma psicóloga ela não gostou estou tentando outra ela disse que não irá me ajudem como proceder estou desesperada já não sei como agir….

        Reply
        • Clínica de Psicologia Nodari
          15/03/2022

          Ao lidar com transtornos alimentares, a terapia é o tratamento indicado. E é comum que o encontro do psicólogo ideal, com o qual a pessoa se sinta à vontade, não ocorra de imediato. O importante é persistir na busca.
          Aqui, no blog, nosso intuito é trazer informações auxiliares. Nesse sentido, é possível que você encontre orientações extras no texto onde apontamos algumas dicas de autoajuda para lidar com transtornos alimentares (clique no link se desejar fazer a leitura).

          Reply
  • Sarah
    26/11/2021

    Boa noite!
    Minha irmã mais nova tem aneroxia, não admite que está com essa doença, já foi ao médico psiquiatra e não voltou mais ao médico, estou muito preocupada e não sei como ajudar. Peço orientação para ajudá-la, por favor!
    Sarah Aguiar

    Reply
    • Clínica de Psicologia Nodari
      27/11/2021

      Oi Sarah, infelizmente não tem muito o que se possa fazer. Ela precisa de tratamento com psicólogo, psiquiatra e nutrólogo, se possível. Tente incentivá-la a buscar ajuda profissional. É a melhor ajuda que você pode dar.

      Reply
  • Carmen
    27/12/2021

    Minha filha esta com anorexia. Ela começou a fazer tratamento mas queria muito ajuda-la a sarar mais rápido. Me sinto mal e impotente
    Quando ela me contou que tinha esse problema logo direcionei ela a uma psicologa e quando rla me perguntou se eu achava ela gordo eu disse que não ( e não e mesmo. E magrinha). Disse que o problema dela nao era fisico e sim se encontrava na mente dela. Acha que fiz certo?

    Reply
    • Clínica de Psicologia Nodari
      08/01/2022

      Foi, sem dúvida a melhor coisa a se fazer!
      Um profissional vai ajudá-la a lidar com esse problema — que, realmente, não está no corpo.
      Parabéns pela iniciativa!

      Reply
      • Patrícia da silva
        09/05/2022

        Minha filha me falou que está com transtorno alimentar. Já desconfiava pela perda de peso, está muito magrinha,mas sempre foi.
        Se sente cansada.
        Já está fazendo tratamento para depressão, estou muito preocupada.
        Não sente vontade de comer, e tem distorção do próprio corpo .
        Como posso ajudar ela?

        Reply
        • Clínica de Psicologia Nodari
          12/05/2022

          Oi,Patrícia,
          Você já conversou sobre sua preocupação com o profissional que ela está fazendo tratamento? Como ele já conhece sua filha, ele consegue te orientar, outra boa alternativa é fazer essa pergunta a ela. São os melhores caminhos de descobrir como ajudá-la.

          Reply
  • Isabella
    07/01/2022

    Olá, minha amiga me contou há algum tempo q ela punha o dedo na garganta para vomitar e minha mãe percebeu isso sem mesmo eu dizer, ela queria falar com a mãe dela mas as duas já tiveram uma leve discussão ai minha mãe teve q ficar quieta, mas entao conversei com minha amg, disse para ela procurar ajuda, pois além desse ela já tinha outros problemas psicológicos,ela me disse q a mãe dela tinha tirado ela do psicólogo. Ontem ela veio me contar q n estava nem conseguindo nem andar mais de tão fraca mas n sei o q fazer pois a mãe dela n ajuda tbm e nós duas somos menores de idade, o q devo fazer ?

    Reply
    • Clínica de Psicologia Nodari
      08/01/2022

      Acredito que lidar com essa situação não deve ser algo que você tenha que resolver sozinha.
      O melhor a fazer é aconselhar que ela tente convencer a mãe a deixá-la voltar à terapia, que se alimente e se cuide por amor-próprio, para manter a saúde física.
      Ofereça apoio, acolha, aconselhe, mas não deixe que isso te adoeça também. Mantenha hábitos saudáveis, saia com amigos, coma, faça atividade física, tenha hobbies.
      Isso pode servir de exemplo para ela.
      Se não funcionar, você fez a sua parte e não deixou de viver.

      Reply
  • Marta
    21/01/2022

    Eu tenho uma amiga que tem 13 anos e tem anorexia. Ela foi diagnosticada e acho que ela está sendo acompanhada. Eu e as minhas amigas estamos muito preocupadas porque ela não fala com a gente, ela antes falava mas agora ela está afastada e nós não sabemos o que fazer, nós já mandamos várias mensagens de apoio (por mensagem, temos medo de ela fique desconfortável em falar sobre isso pessoalmente) e já falamos que ela podia contar connosco, mas não sabemos o que fazer porque já demos todos os “concelhos banais” . Eu sei que não somos nós que vamos curar a doença dela mas só temos 13 anos e eu não quero que ela se sinta sozinha, quero que ela se sinta o mais acolhida e apoiada possível, nós gostamos muito dela e queremos que ela melhore, mas eu não sei o que fazer e tenho medo de fazer/dizer alguma coisa errada. Quando tentamos começar uma conversa, ela não responde, só a amiga dela, eu sei que não é a culpa dela. O que eu posso fazer para fazê-la sentir melhor?

    Reply
    • Clínica de Psicologia Nodari
      24/01/2022

      Pode ser que ela precise de espaço para conseguir lidar com os problemas que vêm juntos com a anorexia.
      Você já fez a sua parte. É realmente importante que ela saiba que tem com quem contar.

      Reply
  • Julia
    28/01/2022

    Olá. Tenho em torno de 1,57m e 43kg, não sei se é um peso abaixo do que eu deveria estar porque não sei como posso fazer os cálculos sem que alguém saiba. Tenho uma certa desconfiança, pois ouço comentários falando que estou magra entretanto tenho um medo considerável de engordar, por isso tento restringir um pouco minha alimentação. Parece estar tudo bem ou é recomendável procurar um psiquiátra/fazer terapias? Atenciosamente..

    Reply
    • Clínica de Psicologia Nodari
      03/02/2022

      Olá!
      Pelo peso e altura, não dá para saber se você está saudável ou não.
      É importante procurar um especialista em nutrologia para ter ideia se a quantidade de gordura, massa magra, músculos, etc, estão no nível necessário para o seu corpo — além de ver se as vitaminas estão ok.
      Quanto a procurar um psicólogo ou psiquiatra, se surgiu a dúvida, acho que vale a pena sim. Ter medo de engordar pode trazer muitas consequências ruins, como ficar em busca de uma perfeição que não existe e nunca se aceitar como é.

      Reply
  • João
    30/03/2022

    Minha filha de 13 anos tem 1,51 de altura e está com 31,5 quilos, quando ela começou a aproximadamente 3 meses a dizer que queria comer melhor e pesquisar tudo sobre caloria tinha 42 quilos, logo me acendeu um sinal e agora ela está com todos os sintomas de uma pessoa anoréxica, ela já passava com o psicólogo até mesmo antes por sua baixa estima eu e minha esposa conversamos muito com ela, e estamos buscando ajuda porque realmente é uma situação muito difícil, já agendamos o nutricionista, clínico, ginecologista e também dermatologista, sei que vão nos ajudar, mas não tenho certeza de que solucionará o problema.
    Se alguém puder nos orientar melhor do assunto agradeceria, porque está sendo muito difícil a todos da família.
    Não sei se é correto, mas restrigi ela ter acesso pelo menos em casa de vídeos que possa potencializar mais sua anorexia, também estou em constante vigilância dela após sua chegada da escola.
    Agradeço a todos se puderem nos ajudar.
    Fique com Deus

    Reply
    • Clínica de Psicologia Nodari
      07/04/2022

      Olá, João!
      Vocês já estão num ótimo caminho, por levá-la a todos esses profissionais.
      Na terapia cognitivo comportamental são feitas sessões de orientação aos pais. Costuma ser uma ajuda bem efetiva. Vale a pena procurar uma psicóloga nessa área, que tenha se especializado em anorexia.
      Parabéns pelo suporte que vocês têm dado a ela.

      Reply
  • Chris
    13/04/2022

    eu conheci uma garota recentemente e acabei descobrindo por acidente que ela tem anorexia, ela não me contou nem falou nada sobre isso, mas eu sei que ela está tentando sair disso, por conta própria.
    Acredito que psicólogo não seja uma opção pra ela, por isso, eu queria conselhos para além de abordar esse assunto com ela, a ajudar a lutar contra isso mesmo sem acompanhamento médico.

    Reply
    • Clínica de Psicologia Nodari
      22/04/2022

      Parabéns pela iniciativa e apoio a ela.
      Apesar das suas intenções serem ótimas, não é possível ajudá-la apenas com conselhos.
      Uma pessoa que está com perna quebrada seria tratada com remédio, engessando a perna e posteriormente fisioterapia, certo?
      A anorexia é um transtorno e precisa ser tratada de forma correta, senão ela pode piorar muito.
      Dê muito carinho, mas não deixe de falar sobre ela não estar se tratando corretamente. Essa é a maior ajuda que você pode dar.

      Reply
  • Gabriela
    17/04/2022

    Boa noite
    Como é aceitação do transtorno alimentar

    Reply
    • Clínica de Psicologia Nodari
      22/04/2022

      Nossa! Que pergunta complexa.
      A aceitação é muito diferente para cada pessoa.
      Mas o resultado final tem que ser aceitar as imperfeições do corpo e da vida, compreender que não existe perfeição — logo, não é possível alcançá-la.

      Reply
  • Laura
    21/04/2022

    Oi, acho que preciso de ajuda.
    Meu nome é Laura, tenho 16 anos.
    A algum tempo, tenho me sentido feia quando olho para o espelho.
    Me sinto horrível quando como, feia mesmo. Suja. Os alimentos me assustam, as vezes.
    Eu tento não passar fome, mas quanto menos como, quanto mais vou aos hospitais, menos sinto medo e menos consigo parar.
    Eu estou no auge da magreza, não quero dizer quanto.
    Eu quero me ajudar.
    Mas eu não consigo. Meus médicos e terapeutas não estão dando os cuidados necessários, e eu nem sei o que tenho.
    Eles não sabem, por que não se preocupam o bastante.
    Isso pode ser anorexia? Ou o que? Alguém pode me dar resposta?

    Reply
  • Laura
    21/04/2022

    Ah, esqueci de comentar.
    Eu não bebo lachantes, não faço milhões de exercícios físicos, e não tenho esse medo de engordar por que sempre fui magra.
    Sempre fui magra, e agora está pior.
    Eu simplesmente me sinto horrível comendo, me sinto horrível quando paço fome, mas não consigo parar.
    Eu sinto que não mereço, minha mente me faz pensar assim.
    São como mantras.
    Desculpa atrapalhar.
    Boa noite.
    Eu só queria que alguém me ouvisse. Que esses médicos, psiquiatras ajudassem.
    A única pessoa que me ajuda um pouco é minha psicóloga, mas o que ela pode fazer sozinha?

    Reply
    • Clínica de Psicologia Nodari
      29/04/2022

      Puxa Laura, por trocas de mensagens não conseguimos nem te dar alguma ajuda efetiva, nem dizer o que pode ser de fato. Esse é o tipo de coisa que só depois da avaliação feita em diversas sessões que conseguimos ter uma ideia.
      Seja transparente com os profissionais que te acompanham, fale da sua preocupação e da insatisfação. Se eles não souberem como se sente em relação ao tratamento, não têm como mudar.

      Reply
  • Blue
    02/05/2022

    oi, então, meu melhor amigo (virtual) recentemente desabafou mais comigo sobre o seu transtorno alimentar, ontem eu fiz companhia a ele (por mensagens) pois estava tendo muitos episódios de vômito e muita dor, e eu realmente não sei qual a melhor maneira ajudá-lo (ele faz terapia) porque é algo um pouco complicado para mim justamente por não saber exatamente oque dizer e como o ajudar, eu entendo que a melhor forma é fazer terapia e outros profissionais, mas quero dar todo apoio e ajuda que puder, então queria saber se tem alguma forma boa de o incentivar a comer, e de o ajudar a se acalmar quando sentir vontade de induzir vômito nesses momentos, sabe? Algo tipo como aquele processo de respirar e inspirar fundo pra tentar acalmar alguém com ansiedade, e também queria sabe se tem alguma boa forma de eu o ajudar como posso a ir olhando pra sua imagem de uma forma melhor e também a ir entendendo que merece comer e que está tudo bem.
    Eu realmente não sou uma pessoa muito boa aconselhando verbalmente e quero tentar saber oque falar pelo menos em alguns momentos, eu agradeceria muito mesmo se pudessem me responder, eu também vou continuar pesquisando mais sobre pra entender mais como é e ter mais noção de como lidar com isso junto com eles enfim, eu realmente agradeço se responderem.

    Reply
    • Clínica de Psicologia Nodari
      04/05/2022

      Boa tarde, Gabriel.
      Muito boa a sua iniciativa em ajudar e dar apoio ao seu melhor amigo.
      Uma sugestão é que você tente conversar com ele, sobre o que ele sente, quais são as dificuldades dele e perguntando como você pode ajudá-lo?
      Mas como você mesmo disse a melhor maneira de tratar é com psicólogos e outros profissionais, por isso considere incentivá-lo ao tratamento.

      Reply

Deixe um comentário